Sem mim - poema


Sem mim

Na composição de um cenário,
Estranha vivência sem fim,
De figurante, pano de fundo,
Vejo pelo vão de uma fresta,
A minha vida sem mim.

Aprisiona-me vira-mundo
Em uma história alheia,
Roteiro triste infecundo,
Inseto preso em uma teia.

Na vida de outra vida,
rica de engenhos tantos,
minhas horas cansadas, dissolvidas,
procuro em todos os cantos,
lembranças há tanto esquecidas!

Estranha vivência sem fim
De figurante, pano de fundo,
Vejo pelo vão de uma fresta,
Passando, a minha vida sem mim.

Odenilde Nogueira Martins

0 comentários:

Postar um comentário