CLARISSA - AVALIAÇÃO - 6º ANO

 CLARISSA
      ___ PRRRR-PI-PI!
     Clarissa vai dar de comer às galinhas. Com a mão esquerda segura a ponta do avental, que forma um bojo fofo onde o farelo e os grãos de milho se aninham.
     Tardinha. A sombra da casa vai aos poucos avançando sobre o pátio. O céu empalidece.
     Com a mão direita Clarissa lança no ar punhados de milho e farelo, no gesto de quem semeia.
     Num cacarejar miúdo as galinhas vêm correndo, sacudindo as asas, e começam a dar bicadas a esmo, sôfregas; arranham o chão, comprimem-se, amontoam-se, disputando os grãos. No meio delas os pintinhos arrepiados e encolhidos piam desconsoladamente, perdidos no aglomerado de penas, bicos e patas.
     ___ Não se apressem! ___ grita Clarissa ___ Tem pra todos!
     E cobre o chão de grãos dourados. Ri, com a impressão de que está jogando fora ouro, muito ouro.
     No fundo do pátio um peru preto passeia dum lado para o outro, lento, indiferente ao espetáculo tumultuoso. Por que será que não vem? Falta de apetite? Ou orgulho?
     Clarissa cantarola:
     ___ P’ru! P’ru! P’ru!
     Solene como um rei, o peru continua imperturbável, enquanto as galinhas disputam o milho a bicadas violentas. Agora um galo de crista escarlate entra no grupo como um tufão, abrindo caminho à força de empurrões.
     ___ Bruto ___ pensa Clarissa. ___ Um homem deve ser delicado com as mulheres.
     Oh! Mas o galo não entende a língua dos homens. E no mundo do galinheiro decerto não há etiqueta.
     Clarissa acocora-se. “Acabou-se o que era doce, quem comeu arregalou-se”.Agora ela pode olhar tranquilamente toda a bicharia do quintal: já cumpriu sua obrigação.
     Que cara engraçada têm as galinhas! Dois olhinhos miúdos como contas, o bico, as penas, os pés. E por que será que chamam pé-de-galinha às rugas que as pessoas que estão envelhecendo têm nos cantos dos olhos? Por que será também que quando o céu está cheio de nuvens finas, tremidas e compridas, transparentes como um véu, dizem que o céu está cheio de rabos-de-galo? Tudo na vida é tão engraçado ...
                              (Érico Veríssimo)
1-   Explique o significado de “bojo”, após imaginar a cena descrita no texto.

2-           Qual o significado da palavra em destaque?

a)           “... e começam a dar bicadas a esmo...” – (   ) rapidamente  (   ) ao acaso  (   ) silenciosamente
b) “...a dar bicadas a esmo, sôfregas.” – (   ) impacientes   (   ) assustadas    (   ) violentas
c) “Agora um galo de crista escarlate...” – (   ) grande    (   ) pontiaguda   (   ) vermelha
d) “...o peru continua imperturbável.” – (   )valente     (   ) bondoso     (   ) impassível

3- Observe a transformação: - E cobre o chão de grãos de ouro. / E cobre o chão de grãos dourados.
Substituiu-se a expressão (locução adjetiva) de ouro por um adjetivo dourados. Faça o mesmo, substitua as locuções adjetivas pelo adjetivo correspondente.
a)- colar de prata: -----------------------------------   b)- planta da água:--------------------------------------
c)- viagem por mar: -------------------------------------  d)- dia de Natal: -----------------------------------
e)- festa de aniversário: ----------------------------------------  f)- amor de mãe: ---------------------------

4-O texto inicia-se: (   ) com o cacarejar das galinhas;    (   ) com a fala de Clarissa imitando as galinhas.

5-Clarissa vai dar de comer às galinhas: (   ) ao pôr-do-sol;  (   ) ao nascer do sol;   (  ) com o sol a pino.

6-Que alimento Clarissa dá às galinhas? -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

7-A frase “com a mão direita Clarissa lança no ar punhados de milho e farelo, no gesto de quem semeia” exprime:  (   ) generosidade      (   ) tranquilidade       (   ) agressividade.

8-A frase “Acabou-se o que era doce, quem comeu arregalou-se” é uma expressão popular. Qual o seu significado?___________________________________________

9-“Tudo na vida é tão engraçado...”. Essa frase expressa uma conclusão de Clarissa
ao observar que:

(   ) as galinhas têm cara engraçada;
(   ) o céu está cheio de rabos-de-galo;
(   ) não há uma explicação para o sentido de muitas palavras; 
 (   ) as palavras “pés-de-galinha” e “rabos-de-galo” são engraçadas.

10-Relacione os sentimentos dos animais de acordo com a visão de Clarissa.

a- desprezo        b- passividade         c- avidez          d- brutalidade
(    ) “Num cacarejar miúdo as galinhas vêm correndo, sacudindo as asas, e começam a dar bicadas a esmo, sôfregas; arranham o chão, comprimem-se, amontoam-se, disputando os grãos”.
(  ) No meio delas os pintinhos arrepiados e encolhidos piam desconsoladamente, perdidos no aglomerado de penas, bicos e patas”.
(    ) “No fundo do pátio um peru preto passeia dum lado para o outro, lento, indiferente ao espetáculo tumultuoso”.
(    ) “Agora um galo de crista escarlate entra no grupo como um tufão, abrindo caminho à força de empurrões”.

10-Use: 1- para o que o personagem faz;   2- para o que o personagem fala;    3- para o que o personagem  pensa.

(      ) “Clarissa vai dar de comer às galinhas.”
(      ) “Um homem deve ser delicado com as mulheres.”
(      ) “Não se apressem!    
(      ) “___P’ru! P’ru! P’ru! “    
(      ) “Que cara engraçada têm as galinhas!”
(      )    “___ Tem pra todos!”       
(     ) “Com a mão direita Clarissa lança no ar punhados de milho e farelo no gesto de quem semeia.”       
(     ) “Tudo na vida é tão engraçado.” 
(     ) “Por que será que não vem? Falta de apetite? Ou orgulho?”  
11- O espaço físico da narrativa é urbano ou rural? Justifique sua resposta.
________________________________________________________________________________________________________________________________________
12- Que tipo de narrador o texto apresenta? Justifique com um trecho do texto.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
13- Foi usado o discurso direto na narrativa? Como você chegou a esta conclusão? Comprove sua resposta com um trecho?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
14- Qual o tempo verbal predominante no texto? Comprove sua resposta com dois trechos retirados do texto.
1º trecho- ____________________________________________________________
2º trecho- ____________________________________________________________


0 comentários:

Postar um comentário