Interpretação de texto - nono ano


O JULGAMENTO DO BURRO

Pois, ainda que pareça incrível, o Burro ganhou as eleições para o posto de Juizão. Apenas por inadvertência do resto da animalhada: ninguém compareceu e o Burro arrebanhou os votos dos seus adeptos, a Mula, a Besta, o Bucéfalo, o Onagro, o Jerico, o Jumento, o Asno e a Guexa. E, logo, na posse, o burro Juizão foi submetido a julgamento, pois, como vocês sabem muito bem, quem julga se julga, e o juiz é que é julgado diariamente, enquanto o réu é julgado apenas uma vez.

A Salamandra, assim que o Burro tomou posse, entrou no tribunal e apresentou uma queixa formal contra o Rato.

__ Qual seja? __ indagou o Juizão.

__ O Rato, meritíssimo, veio me pedir um conselho. Chegou perto de mim e me disse que estava louco pra comer um pedaço de queijo que tinha visto eu comprar. Não tive dúvida, mostrei a ele onde estava o queijo. Ele se lançou em cima do queijo feito um louco e, a partir daí, começaram as acusações mais terríveis sobre mim por parte da mulher do Rato, a bubônica Ratazana.

__ Típica campanha difamatória __ comentou o Burro. __ Estou acostumado. Sempre fui vítima da mesma coisa por parte do Cavalo. Que o rato apresente sua defesa.

__ O Rato não compareceu à audiência, excelência __ disse o Onagro, que servia de meirinho.

__ E por que não? __ indagou o Juizão. __ Não admito esse desrespeito, sobretudo no meu primeiro julgamento. Imagine, eu, Burro Máster, criar essa analogia negativa logo no meu primeiro pronunciamento. Tragam o Rato imediatamente.

__ Ele continua preso __ esclareceu o meirinho.

__ Como? Preso sem julgamento? Que esculhambação é essa na minha jurisdição? Não admito!

__ Perdão, excelência __ ajuntou mais o meirinho. __ O Rato continua preso na ratoeira, onde foi comer o queijo.

__ Eu declarei que mostrei a ele onde estava o queijo __ disse a Salamandra malandra.

__ Mas não mostrou a saída __ choramingou a futura viúva do Rato.

__ Ele só me perguntou como é que podia comer o queijo que tinha visto comigo __ endureceu a Salamandra malandra. __ Eu mostrei.

__ A Salamandra me parece perfeitamente correta __ sentenciou o Juizão. __ Sobretudo porque está aqui, presente. Condeno o Rato por desrespeito à corte. Julgamento à revelia por não ter comparecido diante desse tribunal. Fica firmado o princípio: “Os ausentes nunca têm razão”.

__ Injustiça! Injustiça! __ gritou a futura viúva. __ Quero ver o meu marido. Exijo ver o corpo do meu marido. __ E gritou em latim, numa cultura inesperada: __ Deem-me o corpo: hábeas corpus!

__ Fundamental e justo o pedido __ declarou o Juizão. __ A Salamandra malandra está intimada a mostrar à dona Ratazana, futura viúva, o caminho para a ratoeira.

Moral: Quando o réu é um rato, a justiça o ratifica.

(Millôr Fernandes)

1 – Relacione as colunas.

a- bucéfalo b- onagro c- jerico d- guexa

( ) burro ( ) cavalo fogoso ( ) burra, jumenta ( ) espécie de burro selvagem


2 – Relacione a palavra destacada a seu significado.

a- caluniosa b- negligência c- digníssimo d- pestilenta e- inacreditável

( ) “... por parte da mulher do Rato, a bubônica Ratazana.”

( ) “Apenas por inadvertência do resto da animalhada ...”

( ) “___ O Rato, meritíssimo, veio me pedir um conselho.”

( ) “Pois, ainda que pareça incrível ...”

( ) “___ Típica campanha difamatória...”

3 – Substitua a palavra destacada por seu significado, usando a linguagem culta.

“Que esculhambação é essa na minha jurisdição?”

----------------------------------------------------------------------------------------

4 – Que sentimento o narrador expressa com o uso do aumentativo na frase abaixo?

“... o Burro ganhou as eleições para o posto de Juizão.”

-----------------------------------------------------------------------------------------

5 – “Pois ainda que pareça incrível ...”, que sentimento o narrador expressa com este comentário sobre a eleição do Burro? ( ) desprezo ( ) satisfação ( ) surpresa ( ) aprovação

6- Complete, identificando as causas da eleição do Burro.

Fato “...o Burro ganhou as eleições  para o posto de juizão.”   
1ª causa: ------------------------------------------------------------------------------------------------------------

2ª causa: -----------------------------------------------------------------------------------------------------------     
7 – Explique o sentido das frases:

a – “... quem julga se julga...” ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

b – “... o juiz é que é julgado diariamente, enquanto o réu é julgado apenas uma vez.”

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

8 – Qual foi a queixa formal contra o Rato apresentada pela Salamandra?

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

9 – Sem ouvir as partes envolvidas, o juiz declarou que as acusações da Ratazana eram uma campanha difamatória. Qual é a sua opinião sobre o procedimento dele?

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

10 – Complete:

Fato – “O Rato não compareceu à audiência ...”

Causa - --------------------------------------------------------------------------------

Consequência - ------------------------------------------------------------------------

11 – Por que a Ratazana é tratada como “futura viúva”?

-----------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------

12 – Que “princípio” o juiz firmou ao condenar o Rato? 

-----------------------------------------------------------------------------------------

13 – Você concorda com esse princípio? Justifique. 

----------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------

14 – Qual o sentido dado pela Ratazana à expressão “hábeas corpus”?

0 comentários:

Postar um comentário