Avaliação de língua portuguesa para oitavo ano

  
Conto de Fadas para Mulheres Modernas

Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa, independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã. Então, a rã pulou para o seu colo e disse:

- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Mas, uma bruxa má lançou--me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre…

… E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava:

- Eu, hein?… nem morta!
(Luís Fernando Veríssimo)

1. A princesa possui uma atitude típica das heroínas de contos de fada? Explique?
________________________________________________________________________________________________________________________________

2. Em um conto de fada clássico, qual seria o desfecho desse conto?
________________________________________________________________________________________________________________________________

3. Qual o conceito de “Felizes para sempre” para o príncipe?
________________________________________________________________________________________________________________________________

4. Em sua opinião, qual o conceito de felicidade na visão da princesa?
________________________________________________________________________________________________________________________________

5. Quais adjetivos são usados para definir a princesa? Esses adjetivos condizem com a atitude que ela toma no fim do conto? Justifique.
_______________________________________________________________________________________________________________________________


6. Intertextualidade é quando um texto remete a outro. Existem três tipos de intertextualidade, a paráfrase (quando o texto possui as mesmas ideias centrais do texto original), apropriação (quando o texto é reescrito com as mesmas palavras) e Paródia (quando o texto possui ideias contrárias às ideias centrais do texto original). No texto lido lembramos a clássica história do príncipe transformado em sapo. Na construção desse texto o autor usou qual tipo de intertextualidade? Justifique.
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

7. O título do texto nos dá ideia do que encontraremos nesse conto? Caso sim, explique qual a posição da mulher moderna?
________________________________________________________________________________________________________________________________

8. Qual o dito popular que define melhor a ideia central do conto de Luís Fernando Veríssimo?
(a) Melhor um na mão do que dois voando.
(b) Sempre existe um sapato velho para um pé doente.
(c) Antes só do que mal acompanhada.
(d) Quem ama o feio bonito lhe parece.
(e) Quem cospe para cima na cara lhe cai.

9- Retire o vocativo presente no segundo parágrafo.
________________________________________________________________

10- Quais são os marcadores de tempo e de lugar do texto utilizados no primeiro parágrafo?
________________________________________________________________

11- "A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar,..." Reescreva o trecho, substituindo as locuções verbais destacadas pelas formas verbais correspondentes.
________________________________________________________________________________________________________________________________

12- "… E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée..." A expressão em destaque exerce função sintática de:
a- adjunto adnominal
b- adjunto adverbial

1 comentários:

Postar um comentário